quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

A Reserva de Emergência Vai Te Manter Pobre!!!!

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay


Faaaalaaaa sardinhada, já começo o ano com mais essa sardinhice, uma que pode gerar alguma polêmica, mas só peço que leiam o post antes de pensarem "pff que piada é essa???" e antes de mais nada não quero desmerecer nenhum educador financeiro, só quero mostrar o outro lado da moeda.

Quando começamos a investir, uma das primeiras coisas que fazemos é estudar, mas como somos ignorantes, vamos direto ao Youtube e encontramos os digitais influencer da economia do povão. Pessoas que construiram sua marca para que nós meros sardinhas caíssem em suas redes. Como somos iniciantes, damos muito valor para o que essas pessoas dizem e não questionamos muito, afinal somos de fato influenciados por estes personagens. Porém indo de encontro ao que o título propõe quero compartilhar com vocês que a dica da "Reserva de Emergência" me atrapalhou muuuuuiiiiitooo a começar os investimentos em bolsa, que era o que eu queria desde que comecei a trabalhar mas nunca tive mentalidade pra isso, só queria e ficava por isso mesmo hehehe.

Na teoria a Reserva de Emergência é uma alocação de recursos que o investidor possui para..... dúvido você adivinhar... EMERGÊNCIAS. Uma dica que eu sempre via dos influencers era "Monte primeiro sua reserva de emergência..." praticamente um mantra, até os traders influencers falam isso, até os Buy and Holders influencers falam isso, mas que porra!!! todo mundo fala isso? Só eu que acho que isso é uma viagem???? Pra mim, na prática a teoria é outra.

Então comecei a montar minha reserva de emergência, decidi que colocaria na conta corrente do NUBANK pois rendia o CDI e era conta corrente, é a liquidez quase mais líquida que existe e com uma rentabilidadezinha de lambuja, estava eu lá aportando e quando eu tinha chegado a marca de um mês de salário, advinha o que aconteceu? Errou quem falou "uma emergência", pois é, eu tinha esquecido de definir "o que era uma emergência" e o pior foi que percebi esse erro somente após ver o meu suado salarinho voar pra minha falsa emergência, só pensei "que merda...".

Duas coisas passaram pela minha cabeça, 1ª Aquilo não era uma emergência, mas sim um problema que podíamos ter encontrado uma solução; e 2ª Essa solução envolvia mesmo gastar dinheiro??? Essa segunda pergunta mudou minha vida financeira, veja bem, estamos o tempo todo tendo problemas e "emergências", mas o que acontece quando não temos dinheiro nem crédito para resolvermos essas emergências???? Na maioria dos casos remediado está! Isso mesmo pessoal,  muitas vezes se fizermos a 2ª pergunta acima encontramos uma solução para o problema e você defendeu seu patrimônio.

Agora vamos para a emergência de verdade, emergência pra mim é perder emprego e/ou custear um tratamento médico hospitalar para si ou para algum familiar muito próximo, somente, nada mais, qualquer outra coisa é falsa emergência, esquece o resto, o resto você pode dar um jeito e te digo mais, podemos sempre recorrer a algumas táticas para você utilizar pouco da sua reserva, por exemplo, empreender no caso de perder o emprego, não precisa ser um mega negócio, vá vender brigadeiro enquanto você tentar arrumar um emprego, quem sabe seu mini negócio de brigadeiro cresce e acabe não compensando a volta pra labuta! Claro que no caso de tratamentos hospitalares o nosso psicológico fica mais abalado e é bem mais complicado sair por aí vendendo brigadeiro, mas conheço amigos que fizeram uma rifa para pagar o tratamento hospitalar...

Existe ainda os casos em que a emergência é grande demais e come sua reserva mais parte do seu patrimônio (que você teve de vender num bear market tomando um mega prejuízo), pode acontecer ok? e aí? sua reserva te protegeu, mas agora você está nadando pelado, você repõe sua reserva ou passa a aportar começando ela do zero? Para que venha uma nova emergência e te deixar na podre? Certamente você está ficando mais pobre a cada emergência.... e aííííí? e agora???? Vivemos num País complicado e a vida real para o brasileiro classe média não é fácil, ainda mais na nossa cultura de carpe diem onde a preocupação com o amanhã é a morte e não com uma vida tranquila.

Para isso meus amigos sardinhas existe uma coisa chamada "seguro", antes de começar a investir faça seguros, essa é a verdadeira reserva de emergência do brasileiro, dedique uma parte do seu orçamento pra isso e passe a investir no mínimo 10% do seu salário na sua carteira de previdência particular, quanto antes você começar a montar sua carteira previdenciária melhor, com o tempo você alcança o valor da sua reserva de emergência e fica tranquilo em relação a isso, mas não perca tempo investindo em ativos de renda fixa com muita liquidez, invista pra valer, meta as caras nas ações, tesouro e tudo mais e risque o reserva de emergência do seu dicionário, no final das contas é tudo um bolo só, o bolo do seu dinheiro.


Acho engraçado que o povo diz que o grande problema é desinvestir num bear market, mas na minha opinião é justamente o contrário, se você realmente precisa vender que seja num bear market, pois num bull market você vai ficar puto com seus antigos ativos disparando.

Foi o que deu certo pra mim....

Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário