domingo, 30 de junho de 2019

Fechamento Carteira BM Junho de 2019





"A maioria das pessoas se interessa por ações quando todo mundo está interessado. O momento de interessar-se é quando ninguém mais se interessa. Não se ganha dinheiro comprando o que é popular." Warren Buffet

Vou repetir essa frase esse mês pois esse mês alguns fundos imobiliários corrijiram por motivos desimportantes, na verdade o principal motivo da correção foi a sardinhada, muitos experimentam a renda variável começando pelos fundos imobiliários e na primeira queda já se desesperam, ou então se desesperam na primeira noticiazinha levemente negativa, aquele tipo de notícia que nem cócegas faz nos fundamentos do ativo, enfim, vamos ao que interessa.

Antes preciso informar uma decisão que tomei em relação a divulgação dos ativos que possuo, sei que mesmo avisando aqui que não é uma recomendação posso estar fazendo algumas pessoas investirem usando os ativos que aqui estão, então a partir de agora só irei informar a minha alocação macro, ou seja, a minha alocação somente em classes de ativo, a minha rentabilidade em cada uma e em seguida onde aportei.

Tomei essa decisão para evitar futuras dores de cabeça ou pior.


Alocação

Ativo Alocação Teórica Alocação Real
Tesouro Direto 33,33% 34,30%
Ações 33,33% 34,30%
FII's 33,33% 31,40%

Esse mês a carteira ficou propositalmente desbalanceada pro lado do Tesouro Direto, pois no aporte do inicio do mês eu estava achando os FII's meio caros e acabei guardando a parcela que iria para os Fundos Imobiliário em Tesouro Selic.

Carteira BM


Carteira BM
Ativo % Em Carteira Rent. Individual Rent. Geral na Carteira
TESOURO DIRETO 33,80% 5,56% 1,88%
AÇÕES DE DIVIDENDOS 33,50% 6,85% 2,29%
FUNDOS IMOBILIÁRIOS 32,70% 0,16% 0,05%
DIVIDENDOS+ALUGUEIS+JUROS RECEBIDOS 0,16%
RENDIMENTO TOTAL DA CARTEIRA 4,38%




Rebalanceamento + Aporte


Esse mês o aporte representou 9,03% da minha carteira e como os fundos imobiliários ficaram para trás, acabei investindo neles mesmos, não precisei de vender nada, estudando as diversas estratégias de rebalanceamento, estou adotando a que assume faixas de tolerância, se mesmo com os aportes a carteira continuar muito desbalanceada (extrapolar a faixa de tolerância) aí sim eu vendo um pouco, só um pouco dos ativos que estão me trazendo mais lucro.

E irei concentrar meu aporte na classe de ativo mais atrasada, assim eu economizo horrores com corretagem, sim eu pago corretagem, mas não pago muito, onde tem corretagem zero o serviço é ruim, acredite em mim eu já experimentei a corretagem zero, porém na minha corretora, tesouro direto e fundos imobiliários são livres de corretagem, só em ações é que se paga.



Nova Posição Carteira BM
Ativo % Em Carteira Rent. Individual Rent. Geral na Carteira
TESOURO DIRETO 31,63% --- ---
AÇÕES DE DIVIDENDOS 31,66% --- ---
FUNDOS IMOBILIÁRIOS 36,71% --- ---
DIVIDENDOS+ALUGUEIS+JUROS RECEBIDOS ---
RENDIMENTO TOTAL DA CARTEIRA ---

 

Conclusão


Essas regras de aporte torna minha carteira de investimentos o mais próximo do Buy and Hold, porém sou um investidor que gosta muito de acompanhar meus investimentos de perto, gasto muito tempo e energia nisso, não consigo deixar de lado e abrir o Home Broker uma vez no mês, fico o tempo todo garimpando empresas e testando estratégias, então acho que não me enquadro no conjunto dos investidores passivos.

Estou muito satisfeito com o resultado da minha carteira, estou com rentabilidade acumulada no ano de 20,43% o que é muito na minha opinião, mas como estamos num bull market, não considero um bom parâmetro, no bear market é que descobrimos os bons.

A minha carteira isolada de ações está com um acumulado de 24,00%, a de FII's 6,74% e a de TD está com 21,57%.

Esse mês novamente a carteira BM bateu o IBOV, a carteira BM rendeu 4,38% contra 4,06% do IBOV.


Placar (2019): Carteira BM 4 x 2 IBOV

Curva de Desempenho Carteira BM x Índices

Em azul está a carteira BM ganhando vantagem.


Curva de Desempenho Isolado das Carteiras Que Compõem A Carteira BM

Em azul está a carteira BM

Meta da Independência Financeira: 1,12% Alcançada

Abraços

Quem sou eu

Minha foto
Olá, eu sou o Guilherme Costa, tenho 30 anos, sou servidor público, pai, marido, investidor e por último não menos importante, estudante de Engenharia Elétrica mas como ultimamente tenho "respirado" mercado financeiro estou completamente desmotivado com a Engenharia e estou buscando um curso de graduação voltado para o mercado financeiro, ainda não me decidi, cenas dos próximos capítulos. 25/06/2019